REABILITAÇÃO VESTIBULAR – VPPB

O que é VPPB?

 

Vertigem Posicional Paroxística Benigna (VPPB) é uma alteração do equilíbrio.

Os pacientes relatam breves momentos de vertigem (tontura rotatória) e/ou leve desequilíbrio, ocasionados por uma movimentação rápida da cabeça ou do corpo.

É uma alteração benigna que tem cura!

A VPPB resulta da presença de cristais de carbonato de cálcio (fragmentos de otólitos) que se deslocam do utrículo para os canais semicirculares do labirinto.

Esses cristais estimulam anormalmente as estruturas do labirinto na mudança de posição da cabeça, ocasionando a vertigem.

 

Características

 

A VPPB é uma alteração com início espontâneo, que se caracteriza por episódios momentâneos de vertigem ou tontura que surgem após mudança de posição de corpo e/ou cabeça, tais como:
• Rolar na cama;
• Levantar rápido;
• Inclinar o corpo;
• Levantar e abaixar a cabeça;
• Virar a cabeça rapidamente.

A vertigem começa logo após a realização do movimento, durando, na maioria dos casos, menos de 1 minuto.

A vertigem pode ser rápida e intensa. Geralmente as primeiras crises costumam ser acompanhadas de enjôos, vômitos e quedas. Com o passar do tempo, em muitos casos, as crises ficam mais fracas. Após as crises o mal estar ainda pode permanecer.

Esse tipo de alteração, devido ao desconforto gerado, normalmente perturba muito a qualidade de vida do indivíduo, interferindo no trabalho e no convívio social.

 

Causas

 

As causas são várias. As mais comuns são:
• Sedentarismo;
• Maus hábitos alimentares;
• Distúrbios vasculares;
• Traumatismo craniano.

• Ainda existem outras causas menos frequentes como:
• Disfunção hormonal;
• Disfunções metabólicas.

Entretanto, existem vários casos em que essa doença surge a partir de causas desconhecidas.

É feito pelo seu médico, por meio dos resultados de manobras específicas, realizadas por ele ou pelo fonoaudiólogo.

O paciente apresenta nistagmo e tontura quando a manobra é positiva para VPPB.

O que são os nistagmos?
São movimentos rápidos dos olhos que podem ser observados quando o paciente apresenta a vertigem do tipo rotatória!

 

Tratamento

 

A maioria dos casos tem melhora espontânea. Entretanto, nos casos em que não há melhora, um dos recursos terapêuticos utilizados é a REABILITAÇÃO VESTIBULAR (RV).

Nestes casos, o tratamento (RV) é feito através da realização de manobras específicas para reposição dos cristais (otólitos)

Essa opção terapêutica é segura e eficiente.

Através da RV, a Fonoaudiologia contribue para a melhora dos indi víduos portadores de tonturas em geral, incluindo VPPB.

Quanto mais individualizada, e realizada por profissionais treinados e experientes, melhor os resultados.

No caso de dúvidas, procure seu médico ou um fonoaudiólogo!

 

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

Ganaça MM, et al. Estratégias terapêuticas em otoneurologia. São Paula: Atheneu, 2000.

HerdmAMS. Reabilitação Vestibular. São Paulo. 2002.

Resende CR, Taguchi CK, Almeida JG, FujitamRR. Reabilitação Vestibular em pacientes idosos portadores de vertigem posicional paroxísitica benigna. Revista Brasileira de Otorrinolaringologia, julh/ago 2003.

Ribeiro AS, Pereira JS. Melhora do equilíbrio e redução de possibilidade de queda em idosas após exercícios de Cawthorme e Cooksey. Revista Brasileira de Otorrinolaringologia. Jan/fev 2005.

Silva AL. Simões EL. Tratamento individualizado de pacientes idosos com vertigem posicional : relato de caso. WWW.profala.com/artfisio59.htm – Junho de 2008.

 

Elaborado por:

Fga Renata Jacques Batista
CFRa-2200/MG

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *